Gestão da ADOP traz desenvolvimento ao Centro de Convenções da Ufop

Em quatro anos e meio, a ADOP trouxe um novo modelo de gestão e promoveu a aproximação do espaço com a população

 

O Parque Metalúrgico Augusto Barbosa - Centro de Artes e Convenções da Universidade Federal de Ouro Preto, em Minas Gerais, foi criado no ano de 2001, tornando a cidade histórica adequada para a captação de eventos de âmbitos nacional e internacional, como congressos, convenções, feiras e eventos diversos, com uma expressiva fonte de recursos complementar ao tradicional turismo oferecido pela região. Até então administrado apenas pela universidade e sua fundação de apoio, desde fevereiro de 2014, a partir de um Concurso Público de Projetos, a gestão do Centro de Convenções é feita pela Agência de Desenvolvimento Econômico e Social de Ouro Preto (ADOP), que vem demonstrando um produtivo trabalho, priorizando a agenda de maneira eficaz, qualificando os eventos nacionais e internacionais e dialogando sempre com rede turística da região, além de promover a aproximação do espaço com a comunidade local.

 

A parceria indica que pelo menos 120 dias do calendário anual do Centro de Convenções são destinados a eventos acadêmicos organizados pela própria Ufop. Os demais dias estão abertos para a captação de eventos privados e socioinstitucionais. A ADOP assumiu a gestão do Centro de Convenções com o histórico de 64 eventos captados para o ano de 2013. No ano seguinte, 2014, o primeiro da ADOP, foram realizados 84 eventos; em 2015, 79; em 2016, 84; em 2017, 81. Para 2018, 94 eventos foram contratados para o Centro de Convenções com a gestão da ADOP. Desses, 26 são organizados pela Ufop, 52 captados diretamente pela ADOP e 16 são de apoio social, favorecendo a comunidade ouro-pretana.

Captação de eventos teve significativa melhora

 

Desde o início da gestão, a ADOP atraiu grandes eventos na cidade, como congressos, simpósios e encontros das áreas médicas e de engenharia, peças teatrais, apresentações culturais e festivais. Nos quase cinco anos de atuação da ADOP no Centro de Convenções, a parceria entre a agência e a universidade possibilitou a mobilização e a formalização de uma Rede de Fornecedores Credenciados, com 36 fornecedores locais de 12 segmentos; a criação de oportunidades de negócio para o trade turístico da cidade; a geração de impostos para o município; a promoção da competitividade; a minimização de custos de captação de eventos; a adequação das taxas de ocupação da rede hoteleira de Ouro Preto e a desoneração da Ufop no custeio administrativo e investimento de manutenção estrutural do Centro.

 CBEU 2016 - Foto: Comunicação ADOP

 CIEPO - Foto: Comunicação ADOP

 

A gestão da ADOP possibilitou ainda a agilidade na gestão de processos de captação, contratação e manutenção do Centro de Convenções; a governança e as boas práticas na gestão de contratos; a substituição de despesas e o aumento da eficiência; o atendimento às políticas dos órgãos competentes de fiscalização; a regularização do Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros (AVCB); além do o alvará de funcionamento do Centro e a definição da participação do Comitê Gestor no planejamento das ações.

Além dos eventos captados pela ADOP e dos realizados pela Ufop (a universidade tem 120 dias anuais de participação na agenda do Centro de Convenções), a agência mantém uma política e disponibiliza o uso de espaços para a realização de ações voltadas à comunidade de Ouro Preto, totalizando até outubro 57 eventos. Um deles é o Festival de Comida de Buteco, promovido desde 2016 pelo grupo Rotaract Ouro Preto. Para Leonardo Gomes, representante do grupo, a parceria com a ADOP "Veio em um momento em que estávamos mudando o foco do projeto, tornando-o mais profissional e procurando também expandir o nosso público”. Leonardo ainda afirma que, sem o apoio da ADOP, o grupo não teria alcançado os objetivos. Para ele, a parceria é benéfica tanto para o Rotaract Ouro Preto como para a cidade.

 

A Associação Desportiva e Cultural Cativeiro Capoeira de Ouro Preto (ADCCC) ressalta a importância do Centro de Convenções durante a realização do 27º Batizado de Capoeira na cidade, em julho de 2018: “Fazemos um trabalho voluntário com as crianças de Ouro Preto e não temos o apoio da prefeitura. Então, o espaço do Centro de Artes e Convenções nos proporciona uma satisfação muito grande”, afirma a diretoria da associação. 

 Batizado de Capoeira - Foto: Cristiano Mendes

 

Em agosto de 2018, o escritor Luciano Pereira promoveu uma ação em prol da realização das cirurgias de catarata para pessoas carentes, em uma noite que reuniu convidados e autoridades de Ouro Preto. Segundo ele, o evento exigia um local com boa localização e possibilidade de ambientações diferentes, o que foi bem atendido pelo espaço no Centro de Convenções, cedido pela ADOP, em atenção à ação social realizada. “A parceria com a ADOP foi, pelo segundo ano, imprescindível para a concretização do evento, em especial, no êxito do propósito social que é o combate da cegueira reversível e evitável através de uma proposta cultural”, afirma.

 Ação O Sorriso da Cigana - Foto: Bruno Castro

 

A ADOP

Criada em 2004 por meio de uma parceria entre empresas locais, poder público e sociedade civil, a ADOP é uma instituição privada e sem fins econômicos e conta com as titularidades públicas municipal e Federal (OSCIP), que tem por missão promover o desenvolvimento sustentável de Ouro Preto na articulação, na integração e no fortalecimento financeiro e social, respeitando sempre os patrimônios humano, natural, cultural e histórico. Ela contribui cotidianamente para viabilizar a capacitação empresarial, cadastro e regulamentação de microempreendedores individuais, elaboração, captação e gerenciamento de projetos e apoio às diversas iniciativas que contribuem para a profissionalização do turismo da região. Atualmente, a ADOP conta com 29 empresas e instituições parceiras, que contribuem diretamente com o trabalho realizado, sempre valorizando suas ações e projetos.

Entre as ações mais marcantes da ADOP está a captação e gestão da obra do Passo da Misericórdia – Centro de Artes e Fazeres de Ouro Preto, obra entregue à prefeitura da cidade em dezembro de 2017 e a captação e gestão administrativa e promocional do Horto Botânico - Vale dos Contos.     Anualmente, a ADOP também investe em iniciativas comunitárias da cidade, como o Programa Valorizar, da empresa Vale e outras importantes iniciativas socioambientais da Gerdau. A ADOP também é responsável pelo cadastro de mais de 1.500 Microempreendedores Individuais (MEI) em Ouro Preto, além do acompanhamento e suporte aos novos empreendedores. 

A ADOP está localizada na rua Hugo Soderi, 21, no bairro Saramenha, em Ouro Preto/MG. O telefone é (31) 3551-1365.

 

 


Voltar

Confira também:



Parque Metalúrgico Augusto Barbosa Centro de Artes e Convenções da UFOP
Diogo Vasconcelos n° 328 Pilar | Ouro Preto - MG | 35400-000
contato@centrodeconvencoesufop.com.br
(031)3559-3400